Semijoias e Acessórios

Semijoias: alta e baixa fusão – Qual a diferença?

Semijoias: alta e baixa fusão – Qual a diferença?

KITBOX Em cada caixa um encanto

Os processos de fabricação de alta ou baixa fusão de joias, é um daqueles assuntos que geram várias dúvidas nas revendedoras de semijoias, por conta do engano que o termo pode causar.

Um tipo de processo de fabricação é melhor ou pior que o outro, no que se refere na qualidade das peças?

Já que te respondo que não, estes processos de alta ou baixa fusão estão ligados diretamente ao tipo de metal base (cobre, latão, estanho, manganês) que é usado na produção das semijoias.

E o critério para ser alta ou baixa fusão, está diretamente ligado à temperatura necessária para que os metais se fundam, ou seja, fiquem em estado líquido para então entrarem na forma do acessório que está sendo produzido, quando voltar ao estado sólido.

Dessa maneira, é considerada baixa fusão todos os acessórios que são produzidos em estanho e manganês. Esses dois metais são fundidos a menos de 500°C e, por isso na indústria é chamada de baixa fusão.

Já a alta fusão é utilizada para acessórios produzidos em latão e cobre, pois esses metais precisam de temperaturas superiores a 850°C para se fundirem.

Semijoias de alta ou baixa fusão, qual a diferença na qualidade da peça

Agora que você já sabe a diferença entre alta e baixa fusão, você deve estar pensando: qual é a diferença prática na qualidade da semijoias né?

Semijoias: alta e baixa fusão – Qual a diferença? 1

Não existe esta diferença, as semi joias de alta ou baixa fusão podem ser de ótima qualidade ou não, o que determina isto é o processo de banho ou folheação, chamado de galvanoplastia. Mas isto é assunto para outro post, por isso fique ligada nas nossas redes sociais e nesta série de artigos sobre a fabricação de joias.

O que acontece, é que ligas de alta fusão são ideais para acessórios mais complexos, com muitos detalhes e cravações de pedras e zircônias. Esse processo é mais demorado, complexo e por isso é mais caro. Dessa forma, os acessórios produzidos em alta fusão custam mais caro.

As ligas de baixa fusão são utilizados em peças mais simples com menos detalhes. O processo de fabricação é bem mais simples e rápido, por isso é mais barato o que interfere diretamente no custo dos acessórios.

Nesse caso a escolha pelo processo de fabricação a ser utilizado, depende diretamente das peças a serem produzidas e do custo de cada processo, uma vez que não faz sentido você produzir uma peça que pode ser produzida em baixa fusão em alta fusão. Já que o custo de produção é pelo menos 50% maior.

Descubra também: Como são soldados os pinos dos brincos de semijoias

É importante ressaltar que o nível de acabamento, qualidade e durabilidade das peças é idêntico para os dois processos de fabricação.

A Kitbox trabalha com semijoias de qualidade e com garantia de fabricação porque controlamos todos os processos. Acesse o nosso site e confira nossas novidades.

Lançamentos em Semijoias Kitbox

Espero que tenham gostado desse post. Comenta aqui embaixo, se ficou alguma dúvida sobre estes processos ou sobre semijoias no geral. Será um prazer te responder!

Beijos e até a próxima!

Você também vai gostar destas postagens:

Conheça a Kitbox Semijoias

  • Kaila Garcia 25 de fevereiro de 2019 10:30

    Uau, sempre aprendo muito com os seus posts, não fazia ideia que existia essa diferença nas semijoias por conta dessas fusões!

    https://www.kailagarcia.com

    • Stephanie Ferreira 25 de fevereiro de 2019 13:57

      Mas não tem diferença na qualidade, só na forma de produção mesmo!
      Beijos

  • Jéssica 24 de fevereiro de 2019 22:22

    Tem coisas que eu ainda preciso aprender mais e esse post é uma delas. Jamais imaginaria que tem todo esse processo por trás das semijóias 🙂

    Um beijo
    Jéssica Andrews Blog

    • Stephanie Ferreira 25 de fevereiro de 2019 14:01

      É ótimo aprender mais sobre as semijoias para entender que são peças de ótima qualidade ♡

4 Comentários | Deixe o seu também